Buscar
  • Comunicação

PJR potiguar realizou seu III Encontro Estadual da Juventude Camponesa

Visando as discussões sobre o fortalecimento da identidade juvenil camponesa, norteado pelo tema juventude rural e superação da violência e, lema juventude que ousar lutar fazendo do campo um melhor lugar. É que a Pastoral da Juventude Rural [PJR] do Rio Grande do Norte realizou entre os dias 17 a 19 de agosto de 2018, o III Encontro Estadual da Juventude Camponesa na cidade de João Câmara/RN.

O evento contou com a presença de 50 jovens vindos da região do Mato Grande, Potengi e Agreste Litoral Sul, que animadas e animados pelo evangelho libertador dispuseram-se a refletir sobre as suas vivências no campo e a importância da afirmação de uma identidade camponesa, enquanto jovens atuantes em suas comunidades. Outra pauta importante, que permeou as discussões foi sobre o crescimento da violência no campo, que tem feito a cada dia mais vitimas.

O encontro também propiciou um espaço de discussão sobre feminismo, que foi mediado por Michela Calaça, militante do Movimento de Mulheres Camponesas [MMC], que teceu importantes considerações sobre feminismo camponês e popular, como também ressaltou sua importância para superação das práticas de subordinação das mulheres aos homens. Com isso, torna-se tão importante e urgente a realização de espaços como estes, a fim, de desmistificar os postulados, centrado na visão masculina de que as mulheres são inferiores tanto física quanto intelectualmente.

No que concerne as Questões Agrárias, foi realizada uma roda de conversa, mediada por Elizângela Cardoso, que é indígena e doutoranda em Serviço Social que trouxe como elementos norteadores para a conversa, a “Questão agrária e realidade da juventude do campo”. Como o campo, nos últimos anos tem sido alvo constante da violência, torna-se cada vez mais importante a realização de ações que vise coibir o alastramento de tais práticas.

Como a Campanha da Fraternidade de 2018, trata da superação da violência, foi proporcionado um espaço também nesse sentido, que foi conduzido por Adriana da Cáritas, que destacou a importância da campanha deste ano, e a urgência de políticas direcionadas a superação das várias violências impostas à sociedade.

Referentes a encaminhamentos, foram ressaltadas algumas lutas que estão sendo travadas no cenário nacional, e que exige da juventude participação ativa, tivemos a exposição da companheira Valéria e do companheiro Edson, militantes do Levante Popular da Juventude sobre o Congresso do Povo, que está sendo realizado em vários recantos do país, em defesa da democracia. João Cabral, que é candidato a deputado estadual, também ponderou sobre sua história de engajamento nos grupos da Pastoral da Juventude do Meio Popular [PJMP] e no sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras da agricultura familiar.

Por fim, não poderíamos deixar de ressaltar a homenagem lograda a Paulo Bento, que integrou a Animação dos Cristãos no Meio Rural [ACR], onde dedicou boa parte de sua a vida, na luta por um campo melhor e, que nos últimos dias de sua vida, disse uma belíssima frase que “já poderia descansar em paz, pois os jovens da ACR e PJR estavam assumindo a luta”.

Editado por Comunicação Nacional da PJR, via Comunicação da PJR/RN.

#Juventudes #Formação #PJR #Semiárido #MovimentosSociais

0 visualização

Secretaria Nacional

Rua Francisco Brás, Várzea Rendonda, 204, Sumé, Paraíba - Brasil.

Email: secretariapjrbrasil@gmail.com

Telefone83 99917-2719

Youtube

Facebook

© 2020 Todos os direitos reservados à Pastoral da Juventude Rural  |   Termos e usos  |   Política de privacidade